CONHEÇA AS DEZ MARCAS MAIS VALORIZADAS DO MUNDO EM 2014

segunda-feira, 20 de outubro de 2014
 Foram avaliados: o desempenho financeiro do produto ou serviço, a influência da marca para a escolha do cliente e o valor do seguro, caso a marca fosse segurada.
Pelo segundo ano consecutivo, a Apple foi considerada a marca mais valiosa do mundo, segundo ranking Best Global Brands de 2014 da consultoria Interbrand.
Com alta de 21% ante 2013, a empresa fundada por Steve Jobs foi avaliada em US$ 118,86 bilhões.
A segunda posição é do Google, com sua marca estimada em US$ 107,43 bilhões. Contra 2013, a gigante da tecnologia teve valorização de 15%.
A Coca-Cola, IBM e Microsoft aparecem em seguida, ocupando os respectivos 3º, 4º e 5º lugar.
Segundo o CEO global da Interbrand, Jez Frampton, Apple e Google chegaram a patamares recordes para o ranking elaborado anualmente.
“Duas empresas ultrapassaram valores de US$ 100 bilhões, marca nunca antes alcançada.”
Para chegar às 100 marcas mais valiosas, a Interbrand analisou três requisitos: o desempenho financeiro do produto ou serviço, a influência da marca para a escolha do cliente e o valor do seguro, caso a marca fosse segurada.
Quem subiu, quem desceu
O Facebook está no topo das marcas que mais se valorizaram durante o ano.
Comparado a 2013, seu valor aumentou incríveis 86%, alcançando US$ 14,34 bilhões. A marca é a 29ª mais valiosa do planeta.
Na outra ponta, a Nokia, recém-adquirida pela Microsoft, registrou a maior queda do ano, com -44%.
Hoje ela está na 98ª posição entre as mais valiosas.
Confira as 10 marcas mais valiosas do mundo, segundo a consultoria:
Posição e marca – Valor / Crescimento em relação a 2013
1) Apple – US$ 118,86 bilhões / +21%
2) Google – US$ 107,43 bilhões / +15%
3) Coca-Cola – US$ 81,56 bilhões / +3%
4) IBM – US$ 72,24% bilhões / - 8%
5) Microsoft – US$ 61,15 bilhões / +3%
6) GE – US$ 45,48 bilhões / -3%
7) Samsung – US$ 45,46 bilhões / +15%
8) Toyota – US$ 42,39 bilhões / +20%
9) Mc Donald’s – US$ 42,25 bilhões / +1%
10) Mercedes-Benz – US$ 34,33 bilhões / +8%
Fonte: InfoMoney
Foto: AP

0 comentários: