CAERN ADOTA RODÍZIO NO ABASTECIMENTO DAS CIDADES ATENDIDAS PELA ADUTORA MÉDIO OESTE

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

A redução da quantidade de água na captação da Adutora Média Oeste, localizada na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no município de Jucurutu, obrigou a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) a fazer o racionamento do produto para parte das cidades atendidas pela adutora.

A partir das 7h da manhã desta terça-feira (14), as cidades de Paraú e Campo Grande estarão com o abastecimento suspenso durante 24 horas, enquanto Messias Targino e Janduís terão água.

Já na quarta-feira (15), Paraú e Campo Grande estarão com o abastecimento normal por 24 horas e Messias Targino e Janduís com o abastecimento suspenso. O abastecimento das cidades permanecerá sendo alternado, nos próximos meses, até que as condições da captação melhorem.

As cidades de Patu e Triunfo Potiguar, também atendidas pela adutora Médio Oeste, permanecerão com seu abastecimento normal. De acordo com o gerente da Regional Mossoró, Nehilton Barreto, a medida operacional tem o objetivo de diminuir o risco de colapso.

ACOMPANHAMENTO:

A partir da adoção destas medidas, a Caern permanecerá fazendo análise do comportamento da situação. “Vamos acompanhar como o sistema se comportará e se houver necessidade poderá haver novas modificações no atendimento”, menciona Nehilton.

Uma série de medidas foram tomadas ao longo dos últimos meses para evitar o rodízio, mas foi necessário adotar o mesmo, em razão da estiagem. “Ultimamente as cidades não estavam sendo bem atendidas. Com esta medida esperamos atender bem as cidades como um todo”, ressalta o gerente.

Fonte: ACS CAERN 

NOTA DO PATUNEWS: Espero que com essa medida possa melhorar o abastecimento d'água de Patu, pois a situação está precária, apenas o centro da cidade está sendo abastecido com a água da CAERN. O fornecimento foi cortado na maioria dos bairros, onde até pouco tempo, mesmo de maneira precária, chegava um pouco d'água um dia por semana, hoje nem pinga nas torneiras. Esperamos mais ação e menos promessas por parte dos diretores da CAERN e do governo do estado.


0 comentários: