SUSPEITO DE ASSASSINAR EX-NAMORADA SE APRESENTA NA DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE APODI-RN

terça-feira, 12 de novembro de 2013
Francisco Marcílio, de 18 anos, é apontado como suspeito de matar a ex-namorada em Apodi, RN (Foto: Divulgação/PM) 
 SUSPEITO ENTROU MUDO E SAIU CALADO DA DELEGACIA DE APODI

Apresentou-se à Polícia Civil do Rio Grande do Norte o jovem apontado como principal suspeito do assassinato da estudante Júlia Mariana Torres de Oliveira, de 17 anos. Ex-namorado da vítima, Francisco Marcílio, de 18 anos, esteve na Delegacia de Apodi, cidade da região Oeste potiguar, no início da tarde desta terça-feira (12), quando se reservou ao direito de só falar em juízo. O jovem foi liberado após a apresentação. A estudante Júlia Mariana foi morta a tiros na noite do último domingo (10).

O advogado que defende o suspeito, Ravardierison Cardoso de Noronha, informou que a princípio Francisco Marcílio responderá o processo em liberdade. "Até o momento nenhuma prisão foi decretada e ele se apresentou espontaneamente", afirma. O jovem estava foragido desde a noite do crime. Ao G1, o titular da Delegacia de Apodi, Renato Oliveira, revelou que o suspeito havia planejado a fuga antes de matar a ex-namorada. "Soubemos que às vésperas do dia do crime ele preparou roupas para viagem", relata.

O delegado ouviu quatro testemunhas nesta segunda-feira (11). Nos depoimentos de dois amigos e duas amigas de Júlia foi confirmado que a estudante sofria ameaças de morte do ex-namorado. "Os dois tiveram um relacionamento de dez meses. Ela falou para várias amigas que estava sendo ameaçada", explica. O suspeito teria chegado de motocicleta ao local do crime. "Depois de estacionar o veículo, ele foi até a menina e atirou quatro vezes nela. Apesar de estar usando capacete, as testemunhas reconheceram o rapaz", acrescenta Oliveira.

O titular da Delegacia de Apodi reforça que o crime tem motivação passional, já que o rapaz teria se vingado da garota porque ela não queria reatar o namoro com ele. Novas testemunhas, incluindo a mãe e outros parentes da vítima, serão ouvidas nesta terça e nos próximos dias.

O crime

O homicídio aconteceu em frente à casa da adolescente, na rua Joana Ester Soares. De acordo com o capitão Inácio Brilhante, comandante da Polícia Militar na região, o suspeito se aproximou da residência da vítima em uma moto por volta das 20h. "Ela levou quatro tiros", afirmou Brilhante. "Depois, o criminoso fugiu", acrescentou.
À polícia, familiares da garota relataram que Júlia e o ex-namorado teriam terminado o relacionamento há aproximadamente 20 dias. "Com o fim do namoro, a adolescente foi morar em Mossoró. Neste final de semana, ela voltou a Apodi para visitar a família", revelou o capitão. "Os parentes contaram que ela já vinha sofrendo ameaças, mas ninguém deu queixa na delegacia".

Júlia Mariana Torres de Oliveira, de 17 anos (Foto: Divulgação/PM)
 JOVEM TINHA APENAS 17 ANOS DE IDADE

Fonte: G1/RN

0 comentários: