MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O ASSASSINATO DA ESTUDANTE ANDRESSA CAROLINE DE 16 ANOS EM JOSÉ DA PENHA-RN

segunda-feira, 7 de outubro de 2013
                                                     Fotos: Blog do Sargento Andrade
José Marcos Alves, conhecido por "Marcos Boca Torta", 33 anos de idade, matou a adolescente por esta não querer namorar com o mesmo.


 Andressa foi retirada da sala de aula e assassinada no banheiro da escola

"Uma pessoa falou que tinha um cara dentro do banheiro. Quando cheguei, os dois já estavam mortos". As palavras são de Francimário Costa, diretor da Escola Municipal 4 de Outubro, em José da Penha, onde a aluna Andressa Caroline Fontes, de 16 anos, foi assassinada na manhã desta segunda-feira (7). O suspeito de atirar na adolescente, José Marcos Alves, de 33 anos, cometeu suicídio em seguida. As mortes chocaram a cidade, que fica a 415 quilômetros de Natal. O diretor passou mal e precisou de atendimento médico.

Francimário conversou com o G1 logo após prestar depoimento à polícia e disse desconhecer a suspeita de que o crime tenha motivação passional. Segundo a polícia, o homem tentava namorar a adolescente há algum tempo. "Soube disso depois. Mas até acontecer a tragédia, a escola não estava sabendo desta situação", afirmou o diretor. Depois de entrar no banheiro e se deparar com os dois corpos, o diretor fechou a porta e mandou evacuar o colégio. A escola Municipal 4 de Outubro tem pouco mais de 500 alunos matriculados no ensino fundamental. "Andressa era boa aluna, excelente na escola", acrescentou o diretor. Andressa era aluno do 9º ano do ensino fundamental.

De acordo com o sargento Lima, da PM no município, o crime aconteceu por volta das 10h. Ele revelou que o suspeito entrou na escola e levou a adolescente até o banheiro. "Ele tinha acesso à escola porque prestava serviços à prefeitura e entregava materiais lá. Ele foi até a sala e chamou a menina. Ele matou ela a tiros com um revólver calibre 38 e se matou em seguida", disse o sargento.

O PM acrescenta que o homem já teria namorado a mãe da adolescente, mas o relacionamento chegou ao fim. "Ela não queria ele. A família também não", explicou.

Fonte: G1RN

CLIQUE AQUI e veja outras informações e imagens do local da tragédia. 

1 comentários:

Anônimo disse...

dizem que no junco as pessoas andam do jeito que querem, sem capacete! só colocam quando os amarelinhos estão lá, que a ordem lá é pra os policias não perturbarem a população e que isso só dura até dia quinze. peço que o juiz averigue a situação.