ASSALTANTES DESAFIAM A POLÍCIA E ATERRORIZAM EM ESTRADAS DA REGIÃO OESTE POTIGUAR

domingo, 27 de outubro de 2013
Viajar com segurança pelas estradas do Rio Grande do Norte tem se tornado desafio para a população potiguar ou para os que precisam passar por alguma malha viária do Estado. Apesar de bem conservadas em sua estrutura, o que assombra os transeuntes são as ações de quadrilhas que vêm se propagando pelas estradas potiguares.

Assaltos, sequestros, assassinatos, arrastões, dentre outras formas de violência, são cenas comuns de se ver, principalmente nas estradas da região oeste, onde a ação das quadrilhas aterrorizam motoristas e passageiros, que precisam transitar, seja durante o dia ou à noite.
Conforme relatos das polícias civil e militar, somente neste mês de outubro, pelo menos 15 assaltos seguidos de arrastões já foram notificados pelas vítimas dos bandidos.

Os locais mais perigosos de se trafegar, principalmente à noite, de acordo com a Polícia Militar, são as estradas que cortam o Médio Oeste, com destaque para a BR-226, trecho compreendido entre Campo Grande e Patu, a RN-233 entre Campo Grande e Caraúbas e a RN-117 entre Caraúbas e Olho D’água do Borges. Nestes trechos, este ano já ocorreram mais de 50 assaltos.

Para se ter uma ideia da proporção da violência das quadrilhas, na noite da quarta-feira (16) um alternativo que conduzia passageiros da cidade de Severiano Melo foi assaltado em um trecho da RN-233, entre os municípios de Caraúbas e Campo Grande. Cinco elementos fortemente armados interceptaram o veículo e realizaram um arrastão nos passageiros.

Segundo as vítimas, por volta das 21h, elas retornavam de Natal, onde tinham participado de um encontro do Sebrae, quando nas imediações do sítio Fortuna, os bandidos, em um Gol geração cinco, de cor  vermelha e placa ignorada, armados de pistolas e escopeta calibre 12, interceptaram o alternativo, renderam o motorista e os passageiros e levaram os pertences das vítimas.

Antes do assalto, os passageiros foram levados para uma estrada carroçável e obrigados a entregar tudo que traziam, inclusive as roupas do corpo, uma vez que homens e mulheres ficaram vestidos apenas com roupas íntimas. Foram levados celulares, dinheiro, notebooks, relógios, além das roupas das vítimas. Os bandidos, extremamente agressivos, ameaçavam matar os passageiros a todo momento. Após o assalto, a quadrilha jogou as chaves do alternativo no mato e fugiu com destino a Caraúbas.

“Foi o pior momento da minha vida. Pensei que os ladrões iriam matar a todos nós. Eles ameaçavam atirar caso não entregássemos os nossos pertences. Um chegou a colocar uma arma na minha cabeça, porque eu tinha pouco dinheiro na carteira”, disse uma mulher assaltada.

O capitão Carvalho, comandante do policiamento militar de Caraúbas, disse que neste mesmo trecho, dias antes do assalto ao alternativo, um grupo de professores da cidade de Umarizal retornava de Natal quando foi assaltado e perdeu um veículo Gol para os criminosos.

“Devido ser uma área com poucas casas, o trecho entre Caraúbas e Campo Grande torna-se o cenário ideal para crimes”, destacou.

A reportagem do O Mossoroense entrou em contato com o comando-geral da PM em Natal, para saber que providências serão tomadas para estancar os assaltos. A assessoria da PM disse que o policiamento na região é limitado, mas será reforçado até o final do ano.

Quadrilha de assaltantes faz arrastão em ônibus de passageiros na BR-304

Os assaltos e arrastões nas estradas potiguar não se limitam apenas à região do Médio Oeste. Áreas movimentadas como as BRs 405, 110 e 304 também são palcos dos criminosos. Para se ter uma ideia da gravidade, na madrugada da última quinta-feira uma quadrilha fortemente armada assaltou na BR-304 um ônibus de passageiros que faz a linha Natal/Fortaleza. O assalto aconteceu nas proximidades do Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), próximo a Mossoró.

Cinco elementos interceptaram o ônibus e fizeram um arrastão nos passageiros que viajavam pela empresa Politur. Houve perseguição e troca de tiros entre policiais e bandidos, que conseguiram escapar do cerco por intermédio de uma estrada carroçável que dá acesso à BR-110, sentido Upanema.

Segundo informações repassadas pela PRF, por volta das 3h o ônibus com 20 passageiros, procedente de Natal, foi interceptado oito quilômetros antes de chegar ao P1 da PRF. "O motorista contou que já estava avistando Mossoró, quando viu um veículo se aproximar em alta velocidade e no momento que fazia a ultrapassagem, os criminosos dispararam um tiro de escopeta calibre 12 e forçou o condutor a parar o ônibus", destacou um patrulheiro rodoviário.

O tiro acertou o para-brisa do ônibus, que depois foi levado para dentro do mato e todos os pertences dos ocupantes levados.

Horas depois do assalto, uma operação conjunta das polícias Rodoviária Federal, Grupo Tático Operacional e Serviço Reservado prendeu Saymon Cesion de Souza Viana, 22, natural de Areia Branca, suspeito de integrar a quadrilha que assaltou o ônibus de passageiros na BR-304. Ele foi preso em uma residência no Alto Sumaré, de posse de vários objetos e um Corsa, que foi tomado de assalto entre Mossoró e Upanema.

De acordo com informações repassadas pelo Serviço Reservado, o veículo foi localizado graças ao rastreamento de satélite que tinha no seu interior. "Quando nós chegamos na casa do acusado, ele estava pronto para fugir com o carro cheio de malas e várias peças de roupas, provavelmente dos passageiros do ônibus. Também encontramos um revólver calibre 38, com várias munições deflagradas", contou um agente.

Fonte: O Mossoroense via Nosso Paraná

1 comentários:

Francisco Bezerra disse...

É senhores,a criminalidade cresce,e a impunidade acompanha no mesmo ritmo.Não está dando pra segurar,e no vizinho estado do Ceará,hoje é comum,se ver a população fazendo justiça com as mãos.Quem tem acesso a TV Diário,assiste quase diariamente ladrão,assaltante e outros criminosos sendo linchados,alguns até a morte.Não demora,e a população do RN,se sentirá na obrigação de fazer o mesmo,haja visto que não vermos uma ação mais enérgica por parte do nosso Sec.de segurança.
É bandido demais,aterrorizando,roubando,assaltando,sequestrando.
E aí autoridades,estão aguardando o quê acontecer para tomar providências?!?!?!