PANCREATITE AGUDA, UMA DOENÇA QUE PODE SER FATAL

quarta-feira, 14 de agosto de 2013
 No último domingo (11/08), o jovem Rafael da Silva Brito, 23 anos de idade, morreu vítima de complicações de uma pancreatite aguda, apesar de todo esforço para salvar a sua vida, sendo até utilizado o helicóptero potiguar 1 para transferí-lo de Caicó para Natal, mas em decorrência da gravidade da doença, todo esforço foi em vão.

O Blog pesquisou sobre a doença e encontrou no site www.minhavida.com.br informações importantes sobre a doença, as quais repasso aos leiotores.

A pancreatite aguda é o inchaço e a inflamação repentinos do pâncreas. 

Causas 

 

O pâncreas é um órgão localizado atrás do estômago que produz substâncias químicas chamadas enzimas, bem como os hormônios insulina e glucagon. Na maior parte do tempo, as enzimas ficam ativas somente depois de atingirem o intestino delgado, onde elas são necessárias para a digestão dos alimentos. 
Quando essas enzimas ficam, de alguma forma, ativas dentro do pâncreas, elas comem (e digerem) o tecido do pâncreas. Isso causa inchaço, hemorragia e danos ao pâncreas e aos seus vasos sanguíneos. 
A pancreatite aguda afeta mais homens do que mulheres. Determinadas doenças, cirurgias e hábitos fazem com que você tenha mais probabilidade de desenvolver essa condição. 
A condição é mais frequentemente causada por alcoolismo e abuso de álcool (70% dos casos nos Estados Unidos). Em alguns casos, a genética pode ser um fator. No entanto, algumas vezes a causa não é conhecida. 
Outras condições associadas à pancreatite são: 
  • Problemas autoimunes (quando o sistema imunológico ataca o corpo)
  • Bloqueio do duto pancreático ou do duto biliar comum, os tubos que drenam enzimas do pâncreas
  • Danos aos dutos ou ao pâncreas durante cirurgia
  • Altos níveis no sangue de uma gordura chamada triglicerídeos (hipertrigliceridemia)
  • Lesão no pâncreas por um acidente
  •  
Outras causas incluem:
  • Complicações da fibrose cística
  • Síndrome hemolítico-urêmica (SHU)
  • Hiperparatireoidismo
  • Doença de Kawasaki
  • Síndrome de Reye
  • Uso de determinados medicamentos (especialmente estrógenos, corticosteroides, diuréticos de tiazida e azatioprina)
  • Infecções virais, inclusive caxumba, coxsackie B, pneumonia por micoplasma e campylobacter
  •  

Exames 

 

O médico realizará um exame físico, que pode mostrar que você tem:
  • Sensibilidade ou nódulo (massa) abdominal
  • Febre
  • Pressão arterial baixa
  • Frequência cardíaca alta
  • Frequência respiratória alta
Testes laboratoriais serão conduzidos. Entre os testes que mostram a liberação de enzimas pancreáticas estão:
  • Alto nível de amilase no sangue
  • Alto nível de lipase sérica no sangue
  • Alto nível de amilase na urina
Outros exames de sangue que podem ajudar a diagnosticar a pancreatite ou suas complicações são:
  • Hemograma completo
  • Painel metabólico abrangente
Entre os testes de imagiologia que podem mostrar a inflamação do pâncreas estão:
  • Tomografia computadorizada abdominal
  • Ressonância magnética abdominal
  • Ultrassom abdominal
  •  

Sintomas de Pancreatite aguda

O sintoma principal da pancreatite é dor abdominal sentida no lado esquerdo superior ou no centro do abdome.
A dor:
  • Pode piorar minutos após comer ou beber, especialmente no caso de alimentos com altas quantidades de gordura
  • Torna-se constante e mais grave, durando por vários dias
  • Pode piorar ao deitar-se de costas
  • Pode se espalhar (irradiar) para as costas ou abaixo da escápula do ombro esquerdo
As pessoas com pancreatite aguda frequentemente parecem doentes e têm febre, náuseas, vômitos e sudorese.
Entre outros sintomas que podem ocorrer com essa doença estão:
  • Fezes com cor de argila
  • Repleção abdominal (gases)
  • Soluços
  • Indigestão
  • Amarelamento brando da pele e da parte branca dos olhos (icterícia)
  • Erupção ou lesão na pele
  • Abdome inchado 
  •  
 Fonte: www.minhavida.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

Vieira te mandei as fotos da Olimpíada da Matemática para o email: patunews1@gmail.com.

Josimar Tavares.

Josi Shibayama disse...

meu esposo morreu a vinte nove dias com uma pancreatite necrotica aguda é foi mto triste, ele bebia mto, mesmo sabendo da doença, morreu mto magro, foi uma judiação foi-se com 38 anos! alcool a pior droga lícita que existe no Brasil.