LEITOR INDIGNADO PEDE ESPAÇO EM BLOG

terça-feira, 4 de junho de 2013


Prezado blogueiro, Eu sou um leitor assíduo do seu blog e, portanto, acompanho o trabalho que vem desenvolvendo com seriedade e dedicação. Sei do seu compromisso com a verdade e com a informação, mostrando os fatos de maneira imparcial, independente de qualquer posição social, política ou religiosa. Por isso que venho encarecidamente pedir para, se possível for, divulgar esse e-mail em seu blog.

O e-mail que ora escrevo representa um sentimento de indignação e revolta diante de alguns fatos que acontecem em cidades da região e que, infelizmente, na maioria das vezes não encontramos espaço para divulgá-las nos meios de comunicação e redes sociais porque as pessoas logo associam à posição política. Por isso que estou te solicitando um pequeno espaço em seu blog, independente de que lado ou posição política pertencemos, a verdade deve ser dita e a justiça deve ser feita, sendo um direito do cidadão externar sua indignação quando esses aspectos não são colocados em prática. Eu já agradeço antecipadamente pelo tempo que dedicou lendo este e-mail e, caso decida me conceder o espaço e publicá-lo, gostaria que não divulgasse o meu nome (nem e-mail), pois não quero que ele seja associado a nenhum lado político. É apenas a opinião de um cidadão que teve seus direitos lesados.

Desde já, muito obrigado!

Abaixo segue o que eu gostaria que, se possível, fosse publicado:

Olá, Eu sou natural de Martins e peço licença para externar a minha indignação e revolta com o sistema político e judiciário que funciona na nossa região. Como é do conhecimento de todos, recentemente as prefeituras de Martins, Serrinha dos Pintos e Antônio Martins abriram concurso para preenchimento de vagas. A realização destes concursos era algo que a população vinha aguardando há anos, haja vista a maioria dos cargos serem ocupados por contratados, que são selecionados (escolhidos) através de critérios políticos (a famosa panelinha) e não por meio de sua capacidade para assumir a função pública.

No entanto, a realização destes concursos mais uma vez só serviram para mostrar o quanto o povo (pelo menos àqueles que não são corruptos) é feito de besta descaradamente pelas autoridades. Os editais foram lançados, os candidatos se escreveram, pagaram e participaram do processo, porém tudo não passou de uma grande encenação, pois os empregos ainda continuam sendo distribuídos pelos políticos apenas para os seus “escolhidinhos”.

Muitos dos candidatos participaram das três seleções e no final tiveram de arcar com um prejuízo financeiro grande, principalmente se levarmos em conta que se trata de pessoas desempregadas que se qualificaram e ainda estão lutando legalmente por um lugar de trabalho. Primeiramente, podemos citar a cidade de Martins que chegou a realizar o concurso, mas pouco tempo depois foi anulado, em decorrência de suspeitas de fraude. Isso significa que quem passou justamente teve de “pagar o pato”. Contudo, até aí podemos dizer que a anulação do concurso de certa forma foi certa ou justa, já que se tratava de um caso em que havia irregularidades na sua realização, mas o que falar do dinheiro das inscrições que não foi devolvido aos concorrentes? E por que até agora não abriram outro certame?

Como não bastasse a prefeitura de Serrinha dos Pintos também seguiu um caminho parecido. Mesmo sabendo dos indícios de irregularidades de determinada empresa, contrata esta para realizar o concurso, porém sob recomendação do MPE decidiu suspendê-lo. Em seguida, abriu licitação para contratação de outra empresa e realização de um novo concurso público municipal. Desse modo, alguns dos interessedos em preencher uma vaga nesta cidade tiveram de pagar duas vezes. Quem pagou a primeira vez (concurso suspenso), não foi ressarcido e teve de angariar fundos para arcar com a segunda inscrição. Pior que isso foi à mudança que ocorreu do primeiro edital para o segundo, diminuindo o número de vagas que já era pequeno em relação ao quadro de funcionários contratados que o município vinha mantendo ao longo dos anos. Deve ressaltar que como a maioria das vagas abertas eram para a formação de cadastro reserva, poucas pessoas foram chamadas até o momento. Portanto, a prefeitura de Serrinha dos Pintos ainda continua contratando pessoas desqualificadas para assumirem cargos, que por direito deveriam ser ocupados pelos concursados. Para comprovar isto, basta entrar na prefeitura e logo notará grande parte dos que estão trabalhando nas secretárias são contratados, assumindo funções daqueles que prestaram concurso para Assistente Administrativo. Com uma breve visita ao hospital, também poderão observar alguns auxiliares de enfermagem contratados, sem mencionar os agentes de endemias, motoristas, dentre outros.

Ainda falta comentar a respeito de Antonio Martins. No dia do resultado da prova o bendito concurso foi anulado. Engraçado é que a oposição política desta cidade cobrava diariamente a realização de outro certame, mas desde que assumiram o poder não se toca mais no assunto.

Face a tudo que foi exposto até aqui, torna-se evidente que o bem público ainda permanece sendo utilizado como se fosse privado, uma vez que os políticos se utilizam deles da forma que bem entendem, dando cargos em troca de votos, motivo pelo qual os órgãos do governo funcionam tão mal. Além disso, compreende-se porque, nessa região, estudar ainda é algo tão desvalorizado e considerado para os fracos, pois os fortes são os puxa-sacos que sem esforços algum conseguem trabalho, assumindo os cargos públicos. E tudo isso ocorre devido a impunidade e conivência daqueles que deveriam defender a população contra o abuso de poder. Por que a mesma força que anulou estes concursos não agiu para que o dinheiro pago nas inscrições fosse devolvido aos candidatos ou pelo menos abrisse novos certames?

Fonte: Blog O Mural de Riacho da Cruz

NOTA DO PATUNEWS: E em Patu, quando haverá um concurso público sério?

0 comentários: