POLICIAIS MILITARES QUE PRESTAVAM SERVIÇOS NAS REGIONAIS DA POLÍCIA CIVIL FORAM RECOLHIDOS AOS QUARTÉIS

quinta-feira, 9 de maio de 2013
Dr. Sandro Reges - as condições de trabalho eram precárias, agora ficou pior.

Por determinação do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, policiais militares que trabalhavam nas Delegacias Regionais de Patu, Pau dos Ferros e Alexandria receberam determinação, na última terça-feira (07.05.2013), para se apresentarem de imediato nas suas respectivas unidades militares.

Conforme o Delegado Regional de Patu, Sandro Reges, a situação das delegacias, que já era difícil, sobretudo por falta de efetivo, tende a se agravar.

Pra se ter uma idéia da situação, só o delegado Sandro Reges responde atualmente, sozinho, por 10 delegacias (Patu, Umarizal, Martins, Almino Afonso, Messias Targino, Rafael Godeiro, Frutuoso Gomes, Lucrécia, Serrinha dos Pintos e Olho D’água do Borges), sendo quatro sedes de comarcas e seis termos. Para atuar nessas cidades, o delegado dispunha, até o dia de ontem, de 08 (oito) policiais, sendo 02 civis e 06 militares. Desses, quatro eram plantonistas, pois as regionais funcionam em regime de plantão, e quatro trabalhavam no expediente (atualmente dois estavam de licença médica). Como na regional não tem escrivão de carreira, um dos policiais militares, ALCIMAR, exercia a função de escrivão AD-HOC, aliás, exercia seu mister de forma magistral, sendo responsável, juntamente com o delegado, por todo o trabalho cartorário, que diga-se de passagem não é pouco, das delegacias citadas.

Portanto, com a saída dos policiais militares dessas delegacias, a situação ficará, pelo menos por enquanto, insustentável, já que toda a demanda, sobretudo a burocrática, recairá sobre o delegado, já que os dois policiais civis existentes não darão pra cobrir se quer a escala de plantão.

Importa relatar também, que a situação enfrentada pela regional de Patu é a mesma vivida pelas de Pau dos ferros e Alexandria. Inclusive, falou Sandro Reges, uma operação que seria deflagrada hoje (09.05.2013), em toda a área das 03 regionais, para cumprir vários mandados de prisão e de busca e apreensão teve de ser adiada, em virtude da falta de efetivo.

1 comentários:

Anônimo disse...

A governadora deveria realizar concurso !urgente! ou nomear os aprovados neste último.... vamos, rezar, pois É Rosalba!

O eleitor arrependido...