AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL DE PATU

terça-feira, 9 de abril de 2013
Será realizada nesta quarta feira, 10 de abril, na Câmara Municipal de Patu, audiência pública para discutir estratégias de enfrentamento aos efeitos da seca.

Programação:

07:00 h Caminhada saindo do Sindicato dos Trabalhadores Rurais até a Câmara Municipal

09:30 h: Audiência Pública na Câmara Municipal de Patu.

A Seca não atinge somente a zona rural, atinge também a zona urbana.

Não fique em casa, venha participar também !!!

Do Blog A Folha Patuense

5 comentários:

Anônimo disse...

olá.... só pra correção a data é 10 de abril e não 10 de março. valeu , abraço

Anônimo disse...

Seria BOM estes nobres deputados estaduais que se dispuseram a vir DEBATER, firmassem compromisso de quem ira conseguir que a Governadora ROSALBA venha inaugurar urgentemente as obras, aparentemente concluidas [das caixas d'aqua] pois parece que ela tenciona esperar o próximo ano, que é ELEITORAL... o povo não aguenta mais ver aquela duas caixas [BR e capela] prontas e nada de agua nas torneiras, ex. NovaPatu.

imaginando que eles veem de certa forma para justificar suas votações [vide, eleição passada] no Municipio, nada melhor que eles usassem seus mandatos para uma simples inauguração/funcionamento, até antes da época junina, quando a seca apertará ainda mais...

só assim JUSTIFICARIAM, frente à População, o que a deputada FATIMA ja fez por esse municipio, mesmo sendo menos votada!

Anônimo disse...

Caro vieira,assisti ao começo da AUDIÊNCIA PÚBLICA,foi feito um diagnóstico pelo agrônomo, mas não presenciei uma ênfase real à possibilidade de soluções definitivas e momentâneas, pois para erradicar a indústria da SECA deve ser adotada políticas,fomentos que tragam água, sem esperar por são josé, pois poderemos fazer isto com investimentos concretos;existem prerrogativas constitucionais que razoabiliza mais recursos, a fim de minorar as desigualdades socias tão gritantes. A solução definitiva é trazer o líquido precioso do subsolo através de poços artesianos profundos, com subsídios para a energia elétrica. Não podemos pensar somente em reservatórios, pois os índices da evaporação na região é muito alto, não temos condicões reais de prever com certeza as chuvas, portantonão podemos esperar somente pelas chuvas.Temos que utilizar os recursos científicos, materias e financeiros para resolver esta maldita indústia da seca que somente nutrem a maioria dos politiqueiros. HOJe estavam lá todos. mostre-nos o que fizeram durante os seus desgovernos. OBS: exponha aos blogs e á população.

Anônimo disse...

Ninguém descobriu onde foi parar o dinheiro e os recursos da adutora do tourão, nem por que não fizeram o açude por inteiro! muitos destes estavam no poder naquela época? agora está fazendo falta! Não se esqueçam que o açude do paulista é público, estas cercas devem sair do meio da pista!. vejo a hora mais aum acidente. consulte ocódigo do trânsito e o DR KVÉI. são problemas para o incra. consulte-o

Anônimo disse...

Segundo o agrônomo não está havendo falta dágua na zona rural, mas tem que se pagar o carro PIPA,cujo deveria ser paga pelo nação,estado,município, e o pior de tudo: água proveniente de poços artesianos e amazonas das glebas periurbanas,cujas deveria ser utilizadas para a irrigação, pelos animais,e , nestes momentos de sacrífio,deveria ser doadas aos nossos irmãos.No entanto quase todos foram construídos pelos estados.isto é,são bens públicos,somente podendo ser utilizados para servir ao povo e não auferir LUCROS. Consulte a ANA: Agência nacional da agua