CONHEÇA A HIERARQUIA URBANA DO BRASIL

sábado, 5 de janeiro de 2013
NATAL É CLASSIFICADA COMO CAPITAL REGIONAL "A"

Metrópoles globais: suas áreas de influencia que ultrapassam as fronteiras de seus estados, região ou mesmo do país. São metrópoles globais Rio de Janeiro e São Paulo.

Metrópoles nacionais: encontram-se no primeiro nível da gestão territorial, constituindo foco para centros localizados em todos os pontos do país. São metrópoles nacionais Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Metrópoles regionais: constituem o segundo nível da gestão territorial, e exercem influência na macrorregião onde se encontram. São metrópoles regionais Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife e Salvador.

Capitais regionais: constituem o terceiro nível da gestão territorial, e exercem influência no estado e em estados próximos. Dividem-se em três níveis:

Capitais regionais A: Aracaju, Campinas, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, João Pessoa, Maceió, Natal, São Luís, Teresina e Vitória.

Capitais regionais B: Blumenau, Campina Grande, Cascavel, Caxias do Sul, Chapecó, Feira de Santana, Ilhéus/Itabuna, Joinville, Juiz de Fora, Londrina, Maringá, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Uberlândia,Uberaba,Montes Claros, Palmas, Passo Fundo, Porto Velho, Santa Maria e Vitória da Conquista.

 MOSSORÓ É CLASSIFICADA COMO CAPITAL REGIONAL "C"

Capitais regionais C: Araçatuba, Araguaína, Arapiraca, Araraquara, Barreiras, Bauru, Boa Vista, Cachoeiro de Itapemirim, Campos dos Goytacazes, Caruaru, Criciúma, Divinópolis, Dourados, Governador Valadares, Ijuí, Imperatriz, Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo, Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha, Macapá, Marabá, Marília, Mossoró, Patos, Novo Hamburgo/São Leopoldo, Pelotas/Rio Grande, Petrolina/Juazeiro, Piracicaba, Ponta Grossa, Passos, Poços de Caldas, Presidente Prudente, Rio Branco, Santarém, Santos, São José dos Campos, Sobral, Sorocaba, Teófilo Otoni e Volta Redonda/Barra Mansa.

CAICÓ É CLASSIFICADA COMO CENTRO SUB-REGIONAL "A"

PAU DOS FERROS É CLASSIFICADA COMO CENTRO SUB-REGIONAL "A"

Centros sub-regionais: exercem influência apenas em cidades próximas, povoados e zona rural. Dividem-se em dois níveis:

Centros sub-regionais A: Alfenas, Anápolis, Apucarana, Bacabal, Bagé, Barbacena, Barra do Garças, Barretos, Bento Gonçalves, Botucatu, Cabo Frio, Caçador, Cáceres, Caicó, Cajazeiras, Campo Mourão, Castanhal, Catanduva, Caxias, Colatina, Crateús, Erechim, Floriano, Foz do Iguaçu, Franca, Francisco Beltrão, Garanhuns, Guanambi, Guarabira, Guarapuava, Iguatu, Irecê, Itajaí, Itaperuna, Itumbiara, Jacobina, Jaú, Jequié, Ji-Paraná, Joaçaba, Lages, Lajeado, Lavras, Limeira, Macaé, Manhuaçu, Muriaé, Nova Friburgo, Ourinhos, Paranaguá, Paranavaí, Parnaíba, Pato Branco, Patos de Minas, Pau dos Ferros, Paulo Afonso, Picos, Pinheiro, Ponte Nova,Pouso Alegre, Quixadá, Redenção, Rio Claro, Rio do Sul, Rio Verde, Rondonópolis, Santa Cruz do Sul, Santa Inês, Santa Rosa, Santo Ângelo, Santo Antônio de Jesus, São Carlos, São João da Boa Vista, São Mateus, Serra Talhada, Sinop, Sousa, Teixeira de Freitas, Toledo, Tubarão, Ubá, Umuarama e Uruguaiana.

 ASSU É CLASSIFICADA COMO CENTRO SUB-REGIONAL "B"

CURRAIS NOVOS É CLASSIFICADA COMO CENTRO SUB-REGIONAL "B"

Centros sub-regionais B: Abaetetuba, Assu, Afogados da Ingazeira, Alagoinhas, Altamira, Andradina, Angra dos Reis, Araranguá, Araras, Araripina, Arcoverde, Ariquemes, Assis, Avaré, Balneário Camboriú, Balsas, Bom Jesus da Lapa, Bragança, Bragança Paulista, Breves, Brumado, Brusque, Cacoal, Cametá, Campo Maior, Capanema, Caratinga, Carazinho, Cataguases, Chapadinha, Cianorte, Concórdia, Conselheiro Lafaiete, Cruz Alta, Cruz das Almas, Cruzeiro do Sul, Currais Novos, Eunápolis, Frederico Westphalen, Guaratinguetá, Gurupi, Itabaiana, Itaberaba, Itaituba, Itajubá, Itapetininga, Itapeva, Itapipoca, Itaporanga, Ituiutaba, Ivaiporã, Janaúba, Linhares, Mafra, Palmares, Paragominas, Parintins, Pedreiras, Presidente Dutra, Registro, Resende, Ribeira do Pombal, Santana do Ipanema, Santo Antônio da Platina, São João del-Rei, São Lourenço, São Miguel do Oeste, São Raimundo Nonato, Senhor do Bonfim, Tefé, Teresópolis, Tucuruí, União da Vitória, Valença, Viçosa, Videira, Vilhena, Vitória de Santo Antão e Xanxerê.

PATU É CLASSIFICADA COMO CENTRO DE ZONA "B"

CLIQUE AQUI e veja mais informações.

1 comentários:

Anônimo disse...

Vcs tem que dar uma resumida ne?
Mas fora isso o texto e nota dez