ACUSADO DE MATAR MÉDICO EM ALEXANDRIA FOI PRESO NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

terça-feira, 15 de janeiro de 2013
Evaristo Mesquita de Figueiredo estava foragido no estado do Espírito Santo

Um trabalho em conjunto com o setor de inteligência da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, a Polícia Civil do Espírito Santo prendeu na manhã de hoje, na cidade de Aracaruz/ES, o foragido Evaristo Mesquita de Figueiredo, vulgo "Tostão". Ele é condenado pelo assassinato do médico Gentil Oliveira.  O crime aconteceu há mais de 20 anos, na cidade de Alexandria/RN.

No momento da prisão, o foragido estava utilizando documentos falsos em nome de Marcus Nunes da Silva. Evaristo Mesquita será encaminhado para o Rio Grande do Norte por policiais da Delegacia de Capturas nos próximos dias.

O crime aconteceu no dia 25 de maio de 1989, quando o médico foi alvo de uma emboscada na casa de um amigo em Alexandria e recebeu 12 disparos. Além de Evaristo, outro homem também participou da ação, Wildenberg Fernandes de Oliveira, ambos era primos de Gentil Oliveira.

A vítima foi transferida para o hospital de Pau dos Ferros e, posteriormente para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Walfredo Gurgel. No dia 28, Gentil teve complicações renais e foi transferido para Recife, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Fonte: Tribuna do Norte



2 comentários:

Anônimo disse...

Trabalho brilhante e inteligente da polícia, conheci na casa do estudante na época do assassinato covarde. deveria murchar na cadeia,seria muito bom que murchasse na cadeia, mas o nosso sistema carcerário ainda é muito parcimonioso com os bandidos.A justiça precisa agir desta maneira e botar na cadeia e trabalhar para se sustentar.

Anônimo disse...

QUANTO TEMPO ?MAS A JUSTIÇA TARDA MAS NAO FALHA PQ DEUS É MAIOR