EM SETE HORAS, NOVE ÔNIBUS SÃO INCENDIADOS NA REGIÃO DE CAMPINAS

domingo, 18 de novembro de 2012

Ônibus da Capellini incêndiado em Campinas passa por perícia (Foto: Reprodução EPTV)

Nove ônibus foram incendiados nas cidades de Campinas (SP), Cosmópolis (SP) e Sumaré (SP) em sete horas, entre a noite de sexta-feira (16) e a madrugada deste sábado (17). Ninguém se feriu nas ocorrências e os suspeitos não foram encontrados. Inicialmente, a polícia atribui as ações a atos de vandalismo, mas os casos serão investigados já que ataques creditados a uma uma facção criminosa foram registrados em outros municípios paulistas.

Em Campinas, dois ônibus estacionados na porta de uma empresa foram incendiados. Um funcionário disse que ouviu um barulho semelhante a uma bomba antes do fogo começar. A perícia esteve no local e encontrou uma garrafa pet e fragmentos de pedaços de vidro embalados em um saco plástico. O fogo começou por volta das 5h20.

O delegado de plantão no 1º Distrito Policial de Campinas Luiz Carlos Patrício Nascimento, disse que as características do crime indicam uma ação de vândalos. "Isso precisa ser investigado de forma mais detalhada", falou. O caso será encaminhado para o 3º Distrito Policial.

Seis ônibus

Na cidade de Cosmópolis, cinco veículos foram destruídos e um parcialmente queimado na noite de sexta-feira (16). Os veículos estavam na garagem de uma empresa localizada no bairro Parque Industrial. As chamas começaram por volta das 22h.

O delegado que investiga o caso, Marco Antonio Pozeti, disse que a área onde ocorreu o ataque fica próxima de um local usado para consumo de drogas. Por conta disso, ele acredita que o incêndio não tenha ligação facções criminosas.

Sumaré
Já em Sumaré, um ônibus que fazia o transporte de trabalhadores rurais foi incendiado na madrugada de sábado na Estrada do Cruzeiro, que liga o Centro à zona rural. Segundo o Corpo de Bombeiros, o veículo estava estacionado na casa do motorista quando o fogo começou, por volta de 3h. 

A Polícia Militar informou que não acredita que a ação esteja ligada aos atos de violência que ocorrem no Estado de São Paulo e que, possivelmente, o incêndio foi causado por vândalos. Os bombeiros informaram que quando a equipe chegou, o fogo já havia destruído o coletivo.

Ainda segundo os bombeiros, o motorista não viu como as chamas começaram e nem quem seria o responsável pelo incêndio.

Fonte: G1

0 comentários: