FURTO, ROUBO OU EXTRAVIO DE DOCUMENTOS DEVE SER COMUNICADO TAMBÉM NAS CDL's

quinta-feira, 23 de agosto de 2012
Quando alguém tem seus documentos pessoais furtados, roubados, extraviados ou de qualquer forma perdidos, o primeiro pensamento é o de procurar a competente Delegacia de Polícia Civil para que se faça o registro da ocorrência através de Boletim de Ocorrência, o popular B.O..
De fato, o procedimento está correto. Porém, não necessariamente precisa ser o único diante de uma situação dessas.
Há algum tempo o sistema SPC/SERASA, utilizado principalmente através das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL´s), que integram os sistemas das Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL´s), disponibiliza a quem se achar em situação de roubo, furto, extravio ou perda do CPF, um registro específico no sistema eletrônico do SPC/SERASA.
Em Patu, segundo informou o secretário da CDL local, Francisco Claudemir, o registro da ocorrência em caso de roubo, furto, extravio ou perda do CPF pode ser feito normalmente desde algum tempo.
Sem receber a divulgação necessária, esse serviço, ofertado pela CDL, acaba ficando desconhecido da comunidade.
Na tentativa de divulgar o serviço, Francisco Claudemir disse que comunicará a sua existência às Delegacias de Polícia Civil dos Municípios que estão na área de abrangência da CDL de Patu, além de buscar outras formas de divulgação do assunto para amplo conhecimento da comunidade.
Da Polícia, Francisco Claudemir disse que espera que os delegados e escrivães, ao receberem o pedido de registro de ocorrência, também orientem a pessoa a procurar a CDL, a fim de registrar a mesma ocorrência no sistema SPC/SERASA.
Comunicado o roubo, o furto, o extravio ou a perda do CPF à Polícia e à CDL, a vítima terá maior possibilidade de evitar que o seu CPF seja usado para fins ilícitos por pessoas de má-fé.
É que, para efetuar compras em nome do titular do CPF, por exemplo, o vendedor irá fazer a consulta ao sistema SPC/SERASA, e lá estará o registro de roubo, furto, extravio ou perda do CPF, e então a compra não se efetuará.

Fonte: O Messiense

0 comentários: