COMPETÊNCIA: BACHAREL INÁCIO RODRIGUES COLOCA NA CADEIA OS TRÊS ENVOLVIDOS NA MORTE DO PROFESSOR DA UERN CARLOS MAGNO

quinta-feira, 12 de julho de 2012


 
Os três principais acusados pela morte do Professor Carlos Magno Viana Fonseca da Universidade do Estado do RN, que foi morto e teve o corpo queimado dentro do próprio veiculo, no dia 20 de Novembro de 2011, na localidade de Lagoa de Dentro, zona rural de Doutor Severiano, foram presos pela Policia Civil da cidade de Pau dos Ferros, depois de sete meses de investigação.

Dois foram detidos na Região e o terceiro envolvido, foi detido quando cortava cana em uma fazenda na região de Santa Bárbara do Oeste no interior de São Paulo.

Francisco Rafael Leite Mendes de 21 anos de idade, natural e residente na cidade de Encanto e Ivan Bueno de Souza Júnior, de 18, natural e residente na cidade de Dr. Severiano, foram apresentados a imprensa, na sede da Divipoe em Mossoró na manhã de hoje.

O terceiro acusado Elias Tibúrcio Rodrigues também natural de Encanto, se encontra detido na cidade de Santa Bárbara, em São Paulo e será transferido para o RN na próxima segunda feira.

O bacharel Inácio Rodrigues, apresentou os dois envolvidos, “Rafael e Júnior” que confessaram a participação e deram detalhes do crime.

Os dois acusados disseram a policia que montaram uma emboscada para assaltar um comerciante da região. Como o mesmo demorou, eles foram até a residência e encontraram a suposta vitima deitado em casa.

Os malévolos saíram para uma estrada carroçável e perceberam a aproximação do veiculo conduzido pelo professor. Eles simularam um acidente e pediram socorro. O professor parou o veículo e tentou ajudar, retirando a motocicleta que estava caída em cima de Júnior. Segundo informações da Policia, Rafael se aproximou com uma arma na mão e anunciou o assalto.

Eles renderam e tentaram colocar o Professor na mala do carro, que teria reagido, impedindo com os pés que os indivíduos fechassem a mala. Rafael efetuou um disparo no olho do professor e fechou o carro. Tudo que os mesmos conseguiram levar do professor, foi um relógio, um aparelho celular e 90 reais em dinheiro.

Os indivíduos revelaram a polícia que um deles dirigiu o veículo e o outro conduziu a motocicleta até o local onde colocaram fogo no carro com o professor no porta malas. Eles disseram não saber se a vitima já estava morta.

Rafael e Júnior confessaram participação no crime, porém, ficaram jogando a responsabilidade sobre quem atirou no professor um para o outro. Mas, de acordo com Inácio Rodrigues o autor do disparo que atingiu o olho do professor Carlos Magno foi Rafael. A arma usada foi um revólver calibre 38, que já foi apreendido pela polícia.

Júnior, era menor de idade na época do crime. O mesmo deverá ficar detido do CIAD em Mossoró a disposição da Justiça.

Rafael, será levado de volta e ficará a disposição da justiça na cidade de Pau dos ferros. Ele disse na coletiva que vinha sofrendo tortura psicológica da família da vítima. Os dois elementos choraram durante toda entrevista coletiva.

O Câmera: Dois indivíduos matam e ateiam fogo em um veiculo com um ser humano dentro e ainda reclama da família da vitima!!! O que será que eles esperavam??
 
DO PATUNEWS: Não duvido que o Ministério Público solicite e a justiça acate o pedido de abertura de procedimento para apurar a susposta "tortura psicológica" sofrida por esses animais (que me desculpe os animais por compará-los a eles).

Fonte: O Câmera via Umarizal News

0 comentários: