BOAS VINDAS: TURISTAS PASSAM MOMENTOS DE TERROR NA PRAIA DE BÚZIOS:

segunda-feira, 16 de julho de 2012
Onze turistas foram vítimas de um arrastão na madrugada dessa terça-feira (10), em uma residência alugada na praia de Búzios, no litoral sul potiguar. O fato revelado somente nesta segunda-feira (16) foi justificado pela família, entre elas, três mulheres e quatro crianças, como retrato do pânico em que viveram. De São Paulo, as vítimas chegaram a capital potiguar há duas semanas para as férias e visita a familiares que residem nos municípios de Natal e Assú.

Uma das vítimas, cuja identidade será preservada devido às ameaças dos bandidos, disse que sete homens encapuzados e fortemente armados invadiram a residência e iniciaram momentos de terror, levando tudo o que viram pela frente. “Eles reviraram colchões, arrombaram guarda-roupas, e roubaram vários objetos, como jóias, notebook, ipad, celulares e dinheiro”, revelou a mulher, que garantiu que a quadrilha não agrediu os reféns. Segundo a turista, os bandidos ainda tentaram levar os carros alugados, mas não conseguiram sair da residência. “Como não conseguiram, levaram as chaves e fugiram em um veículo de apoio”, explicou.

O caso foi registrado na Delegacia de Assistência ao Turista (Deatur) que segue investigando para tentar identificar os suspeitos, mas já teria recuperado alguns pertences como os celulares. De acordo com um agente da delegacia, este foi o primeiro caso de arrastão registrado no mês.

A turista disse que a família não teve o cuidado em se informar que o local é de pouco movimento nesta época, o que facilitou a ação dos bandidos. “Acredito que eles monitoraram todo o nosso movimento. A residência que alugamos fica em um local isolado, onde só se via uma outra casa em um raio de 10 km”, esclareceu.

Uma outra vítima, também assustada, disse que a Polícia Militar na região não conseguiu encontrar pistas dos bandidos durante diligências. “Perguntamos se queriam entrar na casa, mas disseram que precisavam iniciar as buscas”, acrescentou, ainda destacando que a quadrilha estava mais bem armada e motorizada que os policiais. Por outro lado, a vítima fez questão de elogiar a Polícia de Turismo, que tratou a família com muita atenção.

Após o trauma, os turistas que deixam a capital potiguar no fim de semana disseram que não pretendem retornar ao Rio Grande do Norte. “O povo potiguar é muito hospitaleiro, fomos muito bem recebidos, mas o que fica são as imagens que passamos nas mãos dessa quadrilha, que ainda nos ameaçou de retorno caso procurássemos a polícia”, desabafou.

Fonte: DN ONLINE

0 comentários: